Cel/Whats: (66) 9 9658-1533

E-mail: redacao@elnews.jor.br | facebook.com/elnews



Anuncio

Clima | Tempo

Jornal Impresso


VLT de Cuiabá: novela vai continuar segundo MM

11/12/2018

Eleito afirma que, antes do VLT, a prioridade é pagar salários dos servidores públicos em dia. Obra que deveria ter sido entregue para a Copa do Mundo, em 2014, já consumiu R$ 1,066 milhão

O governador eleito de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), afirmou nesta terça-feira (11), que o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) não será prioridade no primeiro ano da gestão dele, em 2019. Ele alegou que o estado não tem como custear R$ 1 bilhão para concluioor a obra e que é preciso regularizar os salários dos servidores públicos que estão sendo pagos no dia 10 de cada mês.

A obra que deveria ter sido entregue para a Copa do Mundo no Brasil, em 2014, da qual Cuiabá foi uma das subsedes, já consumiu R$ 1,066 milhão e está parada desde dezembro do mesmo ano. "Temos um grande problema agora, não sabemos se vamos terminar a obra porque não temos R$ 1 bilhão. Desde o início da campanha, eu conversei que precisaria de até um ano para definir o futuro do VLT", afirmou.

Mauro Mendes afirmou ainda que, atualmente, o estado tem 500 obras paralisadas, sendo que a maioria parou por falta de pagamento dos fornecedores.

Ele destacou também o estado não tem mais como fazer financiamento do governo federal para custear obras. "O estado não tem como fazer financiamento porque tem nota C no Tesouro Nacional, então dependeria apenas do dinheiro do estado que não temos", argumentou.

Anuncio

Grupo de notícia Estado



Video publicitário

VIDEOS