Cel/Whats: (66) 9 9658-1533

E-mail: redacao@elnews.jor.br | facebook.com/elnews



Anuncio

Clima | Tempo

Jornal Impresso


Getúlio se defende sobre processo que foi condenado

06/12/2018

Ex Prefeito sobre o processo que foi condenado: “Uma inverdade imensa”. Sobre o Juiz: “essas pessoas muitas vezes são irresponsáveis”. Sobre o promotor: “era meio maluco”

O ex Prefeito Getúlio Viana que foi condenado pela Justiça em 1º instância (cabem recursos), há 4 anos de prisão (decisão conhecida como – pena privativa de liberdade) e teve a pena convertida na prestação de serviços sociais e no pagamento de 10 salários mínimos de multa além da perda dos direitos políticos por 5 anos (conhecida como – pena privativa de direitos) concedeu entrevista a Jornalista Wanessa Melo, que publica seu material em rede social, para se defender e acusar neste processo especifico. Como o ex prefeito só concede entrevistas e atende Jornalista que ele escolhe, fazendo acepção de veículos de comunicação, o Jornal e Portal de Noticias MTNEWS.JOR.BR só pode saber suas impressões e analises por publicações de outros veículos coirmãos. Como é o presente caso.

Entretanto o Jornal sempre publicou a verdade dos fatos, conforme consta no material anteriormente publicado informando se tratar de 1º Instância e também a pena efetivamente aplicada. Em sua entrevista, Getúlio Viana afirmou que o processo, a acusação e sentença imposta pela justiça; “...Primeiro tem que comprovar que crime eu cometi. Nessa questão de máquina é um absurdo. É completamente uma coisa, sem nenhum sinal de verdade. Uma interpretação totalmente equivocada...”

A partir deste ponto, Getúlio afirma que possivelmente o Juiz Alexandro Pampado, que segundo ele, chegou a pouco tempo na cidade e achou que as máquinas da prefeitura estavam trabalhando no Jd. Riva novo. Segundo ele, o Jd. Riva é um loteamento antigo, com mais de 20 anos. Ainda segundo ele, o proprietário do loteamento Sr. Waldomiro Riva é conhecida na cidade e não tem necessidade nenhum de ter ajuda. Muito pelo contrario. Ele tem recursos, tem condições e é um grande investidor em Primavera do Leste, disse ele. Getúlio defendeu seu mandato de mais de 8 (oito) anos, dizendo que sempre zelou pela coisa pública em Primavera para em seguida afirmar: “...então essa interpretação desse cidadão, desse Juiz que chegou ontem em Primavera, ele não ouviu as testemunhas...”, alegando que quem ouviu as testemunhas foi outro Juiz.

Ele diz que a parte do Loteamento do Jd. Riva em questão é parte antiga, e mesmo não sendo mais de responsabilidade do Sr. Waldomiro Riva fazer qualquer obra, ele, Getúlio pediu que este instalasse as bocas de lobo na Avenida Paulo Aranda e que o Sr. Riva investiu, sem ser obrigado a isso, mais de R$ 300 mil para fazer as bocas de lobo e com isso deixou as ruas esburacadas e foi essas arrumações que as máquinas da prefeitura estavam fazendo. “... Então foi nessa recuperação que aquele promotor que era daqui e que agora não está mais, e que era meio maluco (refere-se ao Promotor Silvio Rodrigues Alessi Junior), ligou para o delegado para mandar buscar os funcionários da Prefeitura que estavam trabalhando no loteamento do Riva e já tinham sido autorizados a não trabalhar na avenida Paulo Aranda que já era da Prefeitura há mais de 10 ano...” afirmou.

E continuou; “...aí chegou um outro Juiz, que não sabe nada do caso, invés de ter ido consultar, pelo menos para alguém, olhou o processo e condenou a 4 anos de prisão e não sei o que lá...”. Disse que durante a audiência, com o atual Promotor de Primavera, ficou acertado que o Sr. Waldomiro Riva daria um lote nas proximidades da UFMT, e ele, Getúlio, daria areia e pedra para construir a “Casa do Idoso”. Getúlio reclamou ainda da imprensa que deu destaque para sua condenação de 4 anos , depois transformada em pena restritiva de direito.

Para finalizar sobre o tema, Getúlio afirmou que: “... Essas pessoas que tem o poder da caneta na mão e tem autoridade, ela muita vezes são irresponsáveis. Porque ela não olhou direito, porque todos os testemunhos e funcionários disseram que estavam no Jardim Riva...E aí chegou lá e estava ajudando terceiros amigos...Gente. Com todo respeito. Isso é uma inverdade imensa. Mas deixa pra lá, vamos em frente ..”, finalizou ele.

Anuncio

Grupo de notícia Cidade



Video publicitário

VIDEOS